O Projeto

Este projeto tem como objetivo produzir um conjunto de ações transmídia que busquem refletir sobre como o marco colonial e as diversas estruturas que se desdobram a partir dele promovem a falsificação da história do chamado “ocidente”, condenando corpos dissidentes a existir em narrativas marginalizadas e estigmatizadas. Para esta reflexão, o projeto prevê três produções conectadas e produzidas por dez artistas queer do Vale do Paraíba Paulista: um Livro Digital, um Audiolivro e um Minidocumentário.

Livro Digital

O Livro Digital Queer na Raça: Narrativas para Transgredir é uma produção do Núcleo Abantesma. A livre circulação de bens culturais é um princípio inegociável no nosso trabalho, portanto este material pode ser distribuído, reproduzido, citado e utilizado livremente em produções artísticas ou científicas desde que essas produções não tenham intuito comercial e citem diretamente a equipe criadora da obra.
Está obra é composta por ilustrações, desenhos, fotografias, colagens e poesias tematicamente conectados por textos de apoio e indicações de leitura. Aqui estão reunidas as produções de dez artistas que vivenciaram uma imersão intensa durante seis meses. Nesta imersão nós vislumbramos infinitas utopias e distopias. Para produzir este livro, escolhemos usar e abusar de ironias, autoironias, metáforas e ultraviolências.
Esse livro é uma obra artística com elementos do realismo fantástico, das ficções sociais e das ficções especulativas. Ao adentrar em nossa produção é importante que se compreenda que ela existe dentro de um pacto ficcional, as narrativas aqui presentes não devem ser interpretadas como fatos históricos ou verdades científicas, os discursos dessa obra não devem ser analisados fora do contexto da obra em nenhuma hipótese.
Nós flertamos com conceitos presentes nas vertentes filosóficas do cinismo, absurdismo e niilismo. Também nos apropriamos das linguagens utilizadas no Teatro do Absurdo, no Teatro da Crueldade, na Esquizoanálise e no Equizodrama. Não contribua com as culturas da desinformação, da censura ao pensamento e da castração dos imaginários. Não descontextualize nenhum dos conteúdos dessa obra. Este livro é, antes de tudo, um exercício de imaginação e sinestesia!

Audiolivro

Essa adaptação da obra em audiolivro foi produzida para atender, principalmente, pessoas com deficiência visual, sendo útil também a outras populações que tenham alguma dificuldade em relação a leitura, como é o caso do coordenador do coletivo, que é disléxico: possuí um transtorno caracterizado pela dificuldade de decodificar o estímulo escrito. Nesse exercício de acessibilizar a obra, utilizamos de técnicas da audiodescrição integrada e da audiodescrição poética.

Minidocumentário

Reunindo recortes do cotidiano do Núcleo Abantesma e entrevistas com os artistas do projeto, este material audiovisual busca aproximar o leitor da equipe criativa e também compartilhar um pouco da experiência de aprovar um projeto como este em um edital público tão importante e referenciado quanto o ProAc. Este minidocumentário possuí legendas em português brasileiro e tradução em LIBRAS!
Reproduzir vídeo
Esta página digital é parte do Queer na Raça: Narrativas para transgredir, projeto beneficiado pelo Edital ProAc n° 38/2023 – Cidadania Cultural / Produção e Realização de Projeto Cultural / Cultura LGBTI+. O conteúdo desta obra é de responsabilidade exclusiva dos autores e Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo.
Rolar para cima